Amilcar Silveira é o primeiro presidente da FAEC a abrir mão do salário durante os quatro anos de gestão.

O novo Presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Ceará – FAEC, Amilcar Silveira, já chega fazendo história no mesmo dia que assume oficialmente o cargo, isso porque nesta segunda-feira (03), o mesmo encaminhou carta à diretoria executiva da entidade, renunciando ao subsídio mensal a que teria direito pelo exercício das funções do cargo. Amilcar é o primeiro presidente da história da FAEC a renunciar o direito aos seus subsídios durante toda sua gestão que vai de 2022 a 2025. A informação foi divulgada primeiramente pelo Jornalista Egídio Serpa, em sua coluna no Diário do Nordeste e confirmada pelo Monólitos Post.

“Eu, José Amílcar de Araújo Silveira, inscrito no CPF nº xxxx e RG nº xxxx SSP/CE, eleito presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará – Faec para a gestão do quadriênio 2022/2025, em ato volitivo e por motivos pessoais, dou ciência, para os devidos fins, que renuncio ao direito de recebimento do subsídio referente ao cargo de presidente da Federação supracitada. Ressalto que a presente decisão traz reflexos apenas para este renunciante e apenas para o momento em que estiver no exercício da presidência, não gerando vínculo para outros que, porventura, possam vir a exercer a referida função”, destacou Amilcar em sua carta.

A decisão de Amílcar Silveira, que, na verdade, foi um compromisso assumido durante sua campanha para eleger-se presidente da Faec, repercutiu positivamente junto ao empresariado da agropecuária cearense.

Carlos Prado, fundador e CEO da Ceará Máquinas Agrícolas (Cemag) e vice-presidente da Fiec, mandou-lhe mensagem pelas redes sociais na qual afirma: “Parabéns, Amílcar! Atitude que o valoriza”.

O agroindustrial Raimundo Delfino, que planta, colhe e transforma em fios o algodão que cultiva na Chapada do Apodi, perguntou noutra rede social: “E tinha salário na Faec?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *