CÂMARA SETORIAL DO TURISMO DEBATE REINVENÇÃO DA HOSPEDAGEM NO TURISMO.

Sob a presidência de Anya Ribeiro, realizou-se nesta quarta- feira , 24, a primeira reunião presencial da Câmara Setorial de Eventos e Turismo na nova sede da ADECE, com a participação de 18 representantes de diversos setores da cadeia produtiva. A reunião contou inclusive com a presença do presidente da ADECE , Francisco Rabelo, que deu as boas vindas aos membros da Câmara e colocou os projetos à disposição de todos.

O tema da reunião foi a Reinvenção da Hospedagem no setor de Turismo e os 85 anos da ABIH nacional, presidida pelo cearense Manoel Cardoso Linhares, que participou de forma virtual.
O retorno dos turistas ao Ceará pós- pandemia foi comemorado por todos os presentes, onde hoje os hoteis estão ocupados com 100% da capacidade .Entre as novidades apresentadas pelos hoteleiros, estão investimentos em digitalização dos serviços, melhorar a qualidade de serviços em termos de acomodação maior entrosamento com o cliente, ter um olhar mais sensivel, dar acolhimento e aconchego , melhorar a qualificação de mão de obra, apostar no diferencial e nos produtos regionais do artesanato cearense. Uma campanha publicitária também foi sugerida.

Régis Medeiros presidente da Abih, ressaltou a importância do turismo interno e das pousadas de charme, que estão fazendo a diferença nesse período da pandemia e com preços maiores do que os hoteis tradicionais e sempre lotados. A Vice- presidente da Abih e proprietária do Hotel Sonata de Iracema, Ivana Rangel, destacou alguns diferenciais que vem implantando no seu hotel como massoterapia, ambiente para book, decoração com produtos locais.

Como convidado especial o engo Davi Jussier, apresentou o tema Chalé sob Rodas, uma unidade sustentável com tecnologia cearense . Um chalé de 18 m2 modulado de acordo com o desejo do cliente, pode ser sob rodas ou flutuante. Essa foi uma cultura que surgiu nos EUA, e está se expandindo. O investimento fica em torno de R$ 80 a 150 mil reais.

Anya Ribeiro considerou essa uma solução alternativa e indutora do turismo , a partir dai começa a se desenvolver o turismo em determinados ambientes, principalmente no interior do Estado onde a hotelaria ainda é deficiente, disse . ” É um instrumento de indução de hotelaria em municipios pequenos, incluindo o setor de agronegócio”, ressaltou Anya Ribeiro.Na sua avaliação a reunião foi positiva e trouxe trocas de experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *