Presidente da AL, deputado Evandro Leitão destaca Complexo da Procuradoria da Mulher.

A Assembleia Legislativa inaugurou, na manhã do dia te08/03), a nova sede da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa (PEM). O evento, realizado no Dia Internacional da Mulher, reuniu o presidente da Casa, deputado Evandro Leitão (PDT), a primeira dama, Cristiane Leitão, o governador do Ceará Camilo Santana, a vice Izolda Cela, a deputada Augusta Brito (PCdoB), que preside a PEM, parlamentares e demais autoridades. Para o presidente da Casa, deputado Evandro Leitão (PDT), com esse novo equipamento, a Assembleia Legislativa sinaliza para a sociedade que o Parlamento está agindo no sentido de barrar os atos de violência contra a mulher, além de fomentar sua participação na política.“Sabemos que as mulheres são maioria na população brasileira, mas infelizmente esse é um dado inversamente proporcional à participação feminina em cargos públicos, por exemplo, em que o contingente ainda é muito reduzido em relação aos homens. Queremos nos engajar na mudança desse quadro”, observou.Para a deputada Augusta Brito (PCdoB), na presidência da PEM desde 2018, a inauguração desse novo equipamento em 8 de março, Dia Internacional da Mulher, possui um grande simbolismo. “A Procuradoria agora é um complexo com diversos serviços e que atua de forma integrada com outros órgãos. É uma iniciativa pioneira da Assembleia Legislativa, pois não existe nada parecido em todo o Brasil”, afirmou.Para ela, é muito representativo que um “grande passo” como esse seja dado no dia de hoje O trabalho da PEM se expandiu nos últimos 10 anos, e agora o atendimento poderá ser realizado de forma mais sistemática e integrada com outros órgãos e equipamentos da rede de prevenção e combate à violência contra a mulher. GOVERNADOR O governador Camilo Santana assinalou que o Complexo da Procuradoria da Mulher vem se somar a outros equipamentos da rede de apoio que estão sendo construídos em todo o Estado. Ele informou que nesta terça-feira também foi inaugurada a Casa da Mulher Cearense em Juazeiro do Norte, enquanto outras estão em fase de construção nos municípios de Sobral, Quixadá, Tauá e Iguatu.“Queremos com esses equipamentos garantir a proteção de mulheres, assim como gerar oportunidade e estimular a autonomia da mulher na sociedade cearense”, pontuou.A vice-governadora Izolda Cela, a primeira mulher a ocupar o cargo no Estado, reforçou que “iniciativas como essa são importantes pois ainda são necessárias em um país como o Brasil”. Ela lembrou que o País ainda conta com crescentes índices de violência de gênero, o que requer ações afirmativas na promoção e garantia dos direitos das mulheres.ESTRUTURA E SERVIÇOS O complexo Procuradoria Especial da Mulher conta com seis núcleos de atendimento voltados para questões especificas .Conforme a coordenadora do complexo, Raquel Andrade, esse é um “sonho que se realiza”. Para ela, essa transformação da Procuradoria “mostra a disposição do Legislativo em atuar no enfrentamento e prevenção da violência contra a mulher e na prestação de serviços, dessa vez de forma mais ampla”. Segundo ela, nenhuma outra procuradoria do País se desenvolveu de forma a atingir o nível de complexidade e abrangência que é atribuída a esse novo projeto.Ela informou, também, que um dos novos serviços realizados pelo complexo acontece por meio do Observatório da Violência Gênero-Racial, “iniciativa inédita no País”. O observatório, conforme Raquel Andrade, deverá realizar o mapeamento da violência contra mulheres negras e indígenas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *