SPS reúne órgãos para implementação da Casa da Mulher Cearense no Cariri.

A Casa da Mulher Cearense no Cariri já começa a dar os primeiros passos para sua implantação. Com grande parte das obras já concluída e previsão de inauguração para o próximo mês de março, a unidade teve formada, nesta segunda (14), sua Comissão de Implementação. A reunião foi coordenada pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos e contou com integrantes da Casa da Mulher Brasileira, Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Secretaria da Saúde (Sesa), Defensoria Pública e Tribunal de Justiça do Ceará. 

“O que estamos fazendo hoje é justamente a articulação com representantes dos órgãos de políticas para mulheres, para que cada um faça suas considerações, e possamos avançar nas ações”, destacou a titular da SPS, Socorro França. “As três Casas em construção são um projeto do governador Camilo Santana e não tenho dúvida que serão um exemplo para o Brasil. Já somos referência na execução da Casa da Mulher Brasileira e seremos também com as Casas estaduais. É garantindo que as mulheres tenham espaço seguro e acolhedor para denunciar as agressões vividas que vamos avançar no enfrentamento à violência de gênero”, pontua. 

A coordenadora da CMB, Daciane Barreto, observou que já existe um treinamento previsto para a rede de atendimento que irá atuar na unidade do Cariri, com o objetivo de trabalhar o atendimento humanizado. “Já temos um programa de formação para 150 profissionais, para trabalhar esse atendimento humanizado às mulheres em situação de violência”, adianta.

“A Defensoria parabeniza o Governo do Estado por esta grande iniciativa de inaugurar a Casa da Mulher Cearense, que será paradigmática para o enfrentamento da violência contra a mulher no Cariri. Ficamos muito entusiasmadas com o projeto e nos somamos a mais esta parceria por acreditar que a rede de enfrentamento à violência se dá com o somatório de muitas mãos. Certamente teremos um espaço acolhedor e que possibilite efetivas mudanças para as mulheres caririenses”, destaca a defensora pública geral, Elizabeth Chagas.

Atualmente, três unidades da Casa da Mulher Cearense estão em construção no Estado. Elas estão localizadas na região do Cariri, em Sobral e em Quixadá. O investimento total é de R$ 12.053.794 e as obras integram o Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares III). Os recursos são do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com contrapartida do Governo do Estado. As obras estão sendo gerenciadas pela Superintendência de Obras Públicas (SOP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *