Ricardo Cavalcante apresenta última etapa do plano de desenvolvimento da indústria cearense nos pós pandemia.

Nesta segunda-feira (12/07), O Presidente da FIEC, Ricardo Cavalcante, apresentou a última etapa do Plano de Desenvolvimento da Indústria Cearense no Pós Pandemia, durante reunião na Casa da Indústria. O documento pontua as principais ações para o fortalecimento industrial a curto e médio prazo para a retomada do crescimento no setor. Estiveram presentes o líder do GT e Primeiro Vice-Presidente da FIEC, Carlos Prado; os colíderes Annette Castro (Mallory), Lauro Fiúza Júnior (Grupo Servtec), Marcos Soares (Centro Industrial do Ceará); Célio Fernando Bezerra de Melo, titular da Secretaria Executiva de Modernização e Inovação para a Pós Pandemia; o coordenador do projeto, o assessor econômico da FIEC, Lauro Chaves Neto; os economistas convidados Firmo de Castro, Sérgio Melo; o Gerente do Observatório da Indústria, Guilherme Muchale; Dana Nunes, Superintendente do IEL Ceará; Karina Frota, Gerente do CIN; Gerente de operações da FIEC, Paula Ângela.

Sobre a última fase do Plano de Desenvolvimento da Indústria Cearense no Pós Pandemia,  Lauro Fiúza Júnior, fundador do Grupo Servtec, destacou. “Como empresário, fico muito feliz com esse trabalho, pois pela primeira vez o Governo do Estado procurou a FIEC para em conjunto construir  um plano de desenvolvimento, o que mostra a força que a Federação tem hoje”, declarou.

Célio Fernando Bezerra de Melo, aproveitou para enaltecer o Presidente da FIEC pela ação.  “ Hoje, Ricardo Cavalcante é o maior líder industrial do Ceará, pelo belo trabalho que tem desenvolvido, pela execução, velocidade e apoio que tem dado. O Ceará sai de uma pandemia com uma enorme força, graças aos seus feitos”, afirmou.

Já o Economista Firmo de Castro parabenizou o Presidente da Federação cearense pelo desenvolvimento das atividades que a FIEC tem feito para “oferecer à Indústria, o Ceará e o país, como um todo, uma experiência de planejamento objetivo e concreta, jamais vista”, finalizou. 

Segunda etapa do Plano de Desenvolvimento da Indústria Cearense no Pós Pandemia
“Entregar a segunda etapa do Plano de Desenvolvimento da Indústria Cearense no Pós Pandemia me traz muita felicidade. Ele serve como uma espinha dorsal para que possamos cobrar as ações, atender demandas da Indústria e promover de forma estratégica o desenvolvimento regional de nosso estado, gerando emprego e renda”, afirmou Ricardo Cavalcante.

Para a construção do projeto, foram convidados grandes economistas e industriais, que acolheram 122 sugestões de especialistas, com triagem de 90 ações, disposição de 35 atividades prioritárias, possibilitando a criação de uma agenda de curto prazo com 15 projetos.

Entre os objetivos estão o aperfeiçoamento da governança corporativa, o desenvolvimento da articulação com o setor público, o fomento da inteligência competitiva, a promoção da inovação e elevação ao valor adicionado, a integração de carreiras produtivas e territórios, a internacionalização, melhorias dos ambientes de negócios e qualificação do capital humano.

Entre as atividades prioritárias foram destacadas o fortalecimento da competitividade da  ZPE, o fomento dos Programas de Inovação da Indústria (P2I), do Hub do Hidrogênio Verde, da ferramenta Interativa de diagnóstico de Gestão, SST e ESG (Sustentabilidade) e do Qualifica Cidade.

Também estão inseridas a promoção da Segurança Hídrica Estadual,  o desenvolvimento da mão de obra técnica, do HUB de empreendedorismo e inovação SESI/SENAI/IEL e do Projeto Desenvolve Indústria. O Monitoramento e Articulação para priorização das Obras de infraestrutura, o fortalecimento da Gestão das Indústrias, a Internacionalização da Indústria e Promoção do Comércio Exterior, a implementação do Centro de Inteligência para Redução do Custo Brasil e Identificação das Vocações a Regionais e de Fortalecimento dos Clusters finalizam a lista.
Carlos Prado, 1º Vice-Presidente da FIEC, comentou sobre os resultados obtidos. “Estamos chegando ao final de uma jornada que se iniciou no dia 18 de maio do ano passado. Dia 02 de junho realizamos a primeira reunião, como resultado a plataforma para o Desenvolvimento Industrial foi publicado. Ainda foram realizados dois trabalhos para a SEDET. Hoje apresentamos a conclusão da segunda fase da plataforma”, completou reforçando a extraordinária velocidade das ações.

O Grupo de Trabalho formado por Economistas e Industriais foi responsável pela elaboração de um plano de desenvolvimento da indústria cearense nos pós pandemia. O GT teve como intuito a discussão de estratégias para o desenvolvimento industrial para a retomada da atividade econômica e industrial afetadas pela pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *