Em campanha nas redes sociais, Ciro Gomes confirma isolamento e descarta união com centro pela presidência.

Ciro Gomes (PDT) tem intensificado a sua comunicação focada na disputa presidencial de 2022. Com a contratação do marqueteiro João Santana responsável por campanhas vitoriosas de Lula e Dilma, o pedetista divulgou vídeos promocionais seus, nos últimos dias, com propostas para o Brasil. Esta decisão estratégica desagradou o grupo de presidenciáveis que há pouco tempo se reunia com Ciro para definir acordo por uma frente ampla embasada por partidos de centro.As reuniões contavam com a participação do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), o empresário João Amoedo (Novo) e Luciano Huck. A ideia inicial era que nenhum atuasse como candidato até que se evoluísse o diálogo em torno de uma candidatura única nas próximas eleições.
No entanto, Ciro não aguardou o papo evoluir. Já trabalha para articular apoios e viabilizar a pré-candidatura pelo PDT, se isolando tanto da união com partidos de esquerda quanto, agora, também de lideranças centristas do País. O ex-governador do Ceará e ex-ministro do governo Lula segue dedicado na sua missão de se afirmar a única alternativa possível para o Planalto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *