Assembleia reúne entidades para tratar de ações do Pacto contra o Coronavírus.

A Assembleia Legislativa do Ceará realizou, nesta quarta-feira (23/06), a primeira reunião do Pacto contra o Coronavírus no Ceará. A Casa, sob a presidência do deputado Evandro Leitão (PDT), vai coordenar uma série de ações envolvendo os diversos setores da economia para evitar nova alta de casos de Covid-19, principalmente em julho, período de alta estação.

O pacto reúne diversos setores da sociedade para sensibilizar a população para o tema. As entidades irão debater estratégias e somar forças para ampliar o cadastro de vacinação e conscientizar a população de que a pandemia não acabou. “Vamos iniciar agora no período de férias, em que vários turistas irão visitar o nosso Estado, que é um destino bastante procurado. Temos que passar para eles que a pandemia não acabou e que temos de nos proteger e proteger os outros”, destacou Evandro.

O presidente alertou sobre a mobilização para evitar o aumento de casos e consequentemente, o retrocesso das atividades econômicas. “É importante entendermos que a pandemia ainda não passou. A mobilização passa pela prevenção e a sensibilização de toda a população cearense”, destacou o parlamentar.

O Pacto terá diversas ações, dentre elas, as campanhas publicitárias entre as empresas, os sindicatos empresariais e o diálogo com os setores envolvidos. “Vamos investir em publicidade, nas nossas mídias sociais e nos meios de comunicação. Será uma campanha unificada, com a mesma logomarca, para pedir conscientização, e iniciará o mais breve possível”.

Vacinação

Durante a reunião, os parceiros se prontificaram a ajudar no cadastro da vacinação dos cearenses na plataforma Saúde Digital. “Muitas pessoas precisam se vacinar e não conseguem fazer o seu cadastro. Por isso, as entidades presentes disponibilizaram as suas estruturas, os seus equipamentos, para que a população possa ter esse acesso e realize o cadastro”, afirmou o presidente da Alece.

Evandro Leitão falou ainda sobre o número de óbitos no Ceará desde o início da pandemia do novo coronavírus em março do ano passado. “Aqui no Estado já tivemos mais de 22 mil mortos, 22 mil pessoas que perderam suas vidas, seus projetos e que deixaram famílias dilaceradas”, lamentou.

Participaram do primeiro encontro a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio), a Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (CDL), o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE), o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MP-CE), a Defensoria Pública do Estado do Ceará, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), a Ordem dos Advogados do do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE), a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS), a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece), a Universidade Estadual do Ceará (Uece) e a Universidade Federal do Ceará (UFC). Também participaram da reunião os deputados Antonio Granja (PDT), Augusta Brito (PCdoB), Osmar Baquit (PDT), Salmito (PDT) e Renato Roseno (Psol).

Os representantes das entidades irão se reunir mensalmente para debater estratégias e alinhar os próximos passos do Pacto para debater políticas públicas e ações para a saúde do povo cearense.

Da Agência de Notícias da Alece

Núcleo de Comunicação Interna da Alece

Email: comunicacaointerna@al.ce.gov.br

WhatsApp: 85.99147.6829; Telefone: 85.3257.3032

Página: https://portaldoservidor.al.ce.gov.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *