4,3 milhões de alunos não tem acesso à internet.

IBGE diz que a falta de acesso à internet e desigualdade entre alunos da rede pública e privada aumenta na pandemia, aponta estudo. Segundo pesquisa do IBGE divulgada no dia  (14/4), estudantes sem acesso à internet no Brasil são 4,3 milhões, conforme Pesquisa da PNAD Contínua. Os dados apontam que a desigualdade entre alunos de escolas pública e particular já é grande e só cresce em meio à pandemia.

 O estudo mostra que 88,1% dos estudantes brasileiros acessam a internet. No entanto, a pesquisa aponta uma diferença social: 98,4% dos estudantes da rede privada tiveram acesso à rede, enquanto o percentual entre os alunos das escolas públicas foi de 83,7%. O especialista Ismael Rocha e doutor em educação pela PUC-SP e diretor do Iteduc raciocina em outra direção e explica que há maneiras de contornar o problema da falta de internet (que seria dever do Estado), colocando em evidência o papel das TVs estatais e rádios comunitárias à serviço do ensino remoto e híbrido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *