NOTÍCIAS

298 anos de Fortaleza são celebrados em sessão solene na Alece

 – Foto: Marcos Moura

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) realizou, na tarde desta quarta-feira (17/04), no Plenário 13 de Maio, sessão solene em homenagem aos 298 anos da cidade de Fortaleza, capital do Ceará, celebrados no dia 13 de abril. 

O deputado De Assis Diniz (PT), que presidiu a mesa dos trabalhos e foi um dos subscritores da sessão solene, afirmou que homenagear Fortaleza “é celebrar esta Cidade pela sua beleza, pela sua estrutura, mas, principalmente, pelos seus encantos”. Ele recordou ter chegado à Capital nos anos 1980, vindo do interior do Ceará, e foi na capital cearense que começou a atuação política como presidente do Sindicato dos Metalúrgicos. O parlamentar lamentou que, apesar de ter o maior PIB do Nordeste e concentrar 40% da riqueza do Ceará, a cidade ainda é marcada pela desigualdade social. 

O deputado Queiroz Filho (PDT), subscritor do requerimento da solenidade, rememorou a história política de Fortaleza, citando o trabalho realizado pelas prefeitas e prefeitos que passaram pela gestão municipal e foram homenageados na solenidade. “São gestores que deixaram suas marcas na história da Cidade”, destacou. Na avaliação do parlamentar, “hoje temos Fortaleza como a maior economia do Nordeste e com políticas inovadoras”. 

Para o deputado Cláudio Pinho (PDT), também subscritor da solenidade, “a história de Fortaleza passa por essas pessoas que estão aqui sendo homenageadas”. Ele ainda lembrou que o pai dele, Barros Pinho, foi prefeito da Capital em um contexto de redemocratização do País e, por isso, celebrou que hoje o País viva em um regime democrático. Cláudio Pinho falou também sobre os desafios de governar uma cidade do porte de Fortaleza. “Não é fácil enfrentar os problemas de uma Capital tão gigantesca, muitas vezes com orçamento finito para uma demanda infinita”, comentou. 

Foto: Marcos Moura

De acordo com o deputado Antônio Henrique (PDT), subscritor do pedido da sessão solene, a Cidade alcançou grandes avanços ao longo dos anos, diminuindo a desigualdade social existente por meio de políticas públicas e de infraestrutura. Ele ainda compartilhou a história afetiva que possui com Fortaleza: “fui abraçado por esta cidade quando ela tinha 256 anos. Já se passaram 42 anos que eu estou aqui nesta Capital que me acolhe desde quando vim do interior do Rio Grande do Norte com 11 anos de idade”. 

Falando em nome dos homenageados, o prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira, falou sobre os avanços da Capital em áreas como infraestrutura, economia, mobilidade urbana, educação e saúde. “Essa Fortaleza ainda precisa do olhar atento e carinhoso de todos nós”, avaliou. O gestor ainda anunciou a intenção de criar o Museu Histórico de Fortaleza com o intuito de preservar a memória da Cidade. 

Durante a sessão solene, foram homenageados com certificados o prefeito José Sarto; as ex-prefeitas de Fortaleza Maria Luiza Fontenele e Luizianne Lins; e os ex-prefeitos Luís Gonzaga Nogueira Marques, Lúcio Alcântara, José Maria de Barros Pinho (in memoriam) Ciro Gomes, Antônio Cambraia, Juraci Magalhães (in memoriam) e Roberto Cláudio.

Também receberam homenagens o jornalista, desenhista, pesquisador e historiógrafo Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez); o permissionário há 41 anos do Mercado São Sebastião Fábio Rodrigues Pinto; e o secretário da Saúde de Fortaleza, Galeno Taumaturgo Lopes. 

Também estiveram presentes na mesa da sessão solene os deputados Júlio César Filho (PT) e Felipe Mota (União) e o ex-ministro, ex-governador do Ceará e ex-prefeito de Fortaleza Ciro Gomes. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *