POLÍTICA

Governador Camilo vai a reabertura dos trabalhos na Assembleia.

Como é de praxe na  reabertura dos trabalhos do legislativo , O governador Camilo Santana Santana vai  estar presente no Plebario 13 de maio. Ele vai 

dizer aos deputados estaduais cearenses, que é boa a situação fiscal do

Estado, como demonstra o balanço encerrado

no dia 31 de dezembro passado, e só na sexta

feira tornado público. Camilo fará sua última

prestação de contas ao Legislativo cearense,

ao fim do seu segundo mandato, antecipado

por conta da renúncia que oficializará até o dia

2 de abril (oficialmente só terminaria no dia

31 de dezembro próximo), para ter o direito

de concorrer ao mandato de senador da

República, no pleito deste ano.

A transparência do Judiciário

e do Legislativo cearenses,

lamentavelmente, deixam a desejar

Com todos os percalços do segundo ano da

pandemia do coronavírus, o erário estadual

acumulou, em 2021, uma receita superior a

quase R$ 3 bilhões do previsto na proposta

orçamentária aprovada pelos deputados

no fim do ano 2020, estimada em R$29,5

bilhões. O Estado, segundo os números

oficiais, arrecadou em 2021, a soma de R$.

32.479.046,272,05

(trinta e dois bilhöes,

quatrocentos e setenta e nove milhões,

guarenta e seis mil. duzentos e setenta €

dois reais e cinco centavos), sendo sua

principal fonte o Imposto sobre Circulação

de Mercadorias e Prestação de Serviços

(ICMS) totalizando R$ 13.780.402.551,88. Este

volume pago pelos consumidores de bens e

serviços é uma demonstração da vitalidade

da economia própria do Estado. É pequena,

sim, em comparação com a de estados

das regiões sul e sudeste. Mas, é forte em

se tratando de uma unidade federativa da

Região Nordestina. E mais, é uma receita

superior a de anos anteriores

Contudo, toda essa arrecadação encerra um

Orçamento pequeno para atender plenamente

a todas as necessidades do Estado, também

pelo fato de termos gastos até considerados

supérfluos. Não é fácil para um leigo

analisar as despesas do Estado, apesar da

transparência das contas públicas. Registre-se,

por ser necessário. O Portal da Transparência

do Poder Executivo, contudo, é bem mais

completo e de certa forma fácil de ser

acompanhado. A transparência do Judiciário

e do Legislativo cearenses, lamentavelmente

deixam a desejar. 

Os deputados estaduais,

por ser dever do seu mister, poderiam ordenar

que suas assessorias popularizassem a

execução orçamentária do Estado, sem o viés

pequeno da politica. A propósito, o Tribunal

de Contas já sugeriu que o próprio Estado

fizesse essa popularização, mas ao sugerirmos

que isso seja feito pelos deputados, também

estamos defendendo que eles próprios

conheçam uma parte de sua obrigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *